"As FPAmNews e a Tesão do Mijo"

"As FPAmNews e a Tesão do Mijo"

Mensagempor Taliban » 12 jan 2010, 12:12

As “FPAmNEWS” e “A TESÃO DE MIJO”

O Povo diz e nunca se engana. “Não há fome que não dê em fartura”; “De bem-intencionados está o Inferno cheio”; “Quando a esmola é grande, o pobre desconfia”.
Vem a propósito toda esta inspiração popular, por causa das FPAmNews que cumpriram na íntegra o compromisso assumido no início da sua forja, tendo saído no ano de 2008 com a precisão Suíça de dois em dois meses, havendo até capacidade e engenho para um número especial. Ao todo no ano do seu nascimento foram sete, as edições concretizadas. Acompanhando a crise que assolou o País, o ano de 2009 foi bastante mais modesto. Viram a luz do dia, somente três números, sendo o último relativo ao mês de Julho. De Julho até final do ano “népia”. Isto é, começou-se a toda a brida, mas depois acabou-se-lhe o “pitróleo”. Veremos se 2010 não será a confirmação de mais uma morte factual pré-anunciada. A sua utilidade foi sempre discutível, mas apesar disso, tinha pelo menos o mérito, de concentrar num mesmo documento, um conjunto de informações sobre eventos de Aeromodelismo realizados ou a realizar, que congregaria de alguma forma a extensa Família Aeromodelísitica, fazendo crer, que a Federação tinha ainda algum mérito, sendo capaz de um acto de produção, para além do tradicional e exclusivo, da emissão das Santas Licenças Desportivas. Quanto às suas virtudes destrutivas os exemplos são infindáveis, incapazes de contrabalançarem as iniciativas aplaudíveis. Quando me referi às Licenças Desportivas, constata-se que até nesta tarefa, o órgão federativo já vai sendo posto em causa, pelo que nos é dado ler e constatar, das iniciativas levadas a cabo por alguns Clubes insubmissos, mas clarividentes, fartos da letargia e prepotência da Federação, pressagiando que esta antiga colheita, outrora tão abundante e frutuosa, poderá ter uma grande quebra em termos futuros, oxalá eu esteja enganado. Dir-se-ia abusivamente, que a edição das FPAmNews terá refreado o seu galope promissor, por falta de acontecimentos, argumento que como todos sabemos, não colhe. Motivos de sobra para notícias e informações importantes para todos os aeromodelistas não faltarão. Seria difícil até seriá-las, tal a pertinência e avalanche das mesmas. Penso até, que as FPAmNews poderiam colmatar o que o “site” da Federação não consegue, tão grande a sua inutilidade, face à desactualização da realidade. O sector da competição no aeromodelismo para a qual a Federação estaria prioritariamente vocacionada não tem qualquer referência válida no mesmo. Qualquer mortal que deseje saber o que se passou neste sector no ano transacto, ou outros quaisquer, não tem qualquer fonte de informação credível, a não ser recorrer aos fóruns da modalidade, tão abominados e odiados por parte do senhor presidente, mas tão exaustivamente escrutinados por parte da Federação. As circulares que os Clubes vão recebendo cirurgicamente, são uma tentativa desesperada de pôr água na fervura, na discussão de assuntos nos fóruns, de que são exemplos, a tentativa de criação de uma Liga de Clubes, a formalização de seguros de aeromodelismo fora da influência da Federação, a efectivação de licenças de aeromodelismo de lazer e tantos outros tão polémicos, confirmando que os mesmos são escrutinados até á medula, ainda que recaia sobre eles tão má fama, publicitada pelo professor da Federação. Nada pode esconder, o irreversível divórcio entre os Clubes Nacionais de Aeromodelismo e a Federação, motivado por quem manifesta uma patológica falta de sensibilidade e incapacidade para ouvir os outros, proporcionando espaços de diálogos franco e abertos, capazes de gerarem novas ideias, que suscitem pontos de convergência e aglutinação, em torno do órgão, no qual a maioria dos aeromodelistas se deveria rever, o que não é o caso.
Já não falo na componente de lazer do Aeromodelismo, que como todos sabemos, tem sido um verdadeiro balão de oxigénio, não assumido pela Federação, por colidir com o seu estatuto, mas exigindo que a mesma, encontre soluções específicas e criativas, para uma maioria tão significativa de praticantes, que não querem saber da competição, não entendem a necessidade e a razão imperativa do seu vínculo ao órgão federativo, já que rege estas duas realidades tão diferenciadas, como se tratasse de uma só. No sector da competição, matriz federativa, se alguém quiser saber quantas competições efectivamente existiram, quais foram os seus resultados, quantos pilotos competiram, pontuação dos diferentes campeonatos nacionais, quais as classes e categorias onde existiram mais competidores, ver-se-á confrontado com um deserto de informações, que não são prestadas por e a ninguém. A referência que consta no “site” relativamente aos últimos campeões nacionais, diz respeito ao longínquo ano de 2005.As páginas das comissões técnicas são uma pobreza Franciscana. Algumas estão há séculos em construção. Arriscar-me-ia a afirmar, sem me enganar, que a página da Comissão Técnica, que não tem elementos desde 2007, continua a ser ainda no momento, a que melhor responde, à maioria das questões que pus anteriormente e que suscitaria eventualmente, a curiosidade dos aeromodelistas que se interessam por esta componente. Também não acredito que tenham sido os Clubes a inopinadamente esquecerem-se, de enviar as notícias sobre os eventos de que foram organizadores, como sempre o fizeram no passado. Por exclusão de partes e para terminar esta reflexão que já vai longa, sou levado a concluir que a razão, para este súbito colapso editorial das FPAmNews, só poderá estar ligada certamente, ao tão característico fenómeno do género humano masculino e que faz o título desta prosa.
Avatar do Utilizador
Taliban
Participante ocasional
 
Mensagens: 34
Registado: 25 dez 2008, 16:16

Re: "As FPAmNews e a Tesão do Mijo"

Mensagempor Taliban » 29 jan 2010, 12:23

Afinal o projecto editorial FPAmNews não está ainda defunto. Parece que as minhas provocações tiveram algum efeito, pois passadas duas semanas de aqui ter deixado um alerta sobre este tema, foi parido com “fórceps”, o Boletim nº 9 FPAmNews, que constitui o primeiro número de 2010. Mais desinteressante e desactualizado não poderia ser. Todo ele é um exclusivo do Campeonato Mundial de F3A realizado em Pombal, no longínquo mês de Agosto de 2009, isto é, há quase meio ano. Foi escrito pelo “causídico” da Federação, (que para além dos homicídios aeromodelísticos que perpetra) ainda tem tempo para estas larachas, tendo sido editado pelo infatigável presidente do Conselho Técnico e de Arbitragem da Federação. O texto é uma ode ao auto-elogio e atesta o deserto de ideias que o “chefe” da Federação manifesta. O Boletim que sairia desejavelmente de dois em dois meses, deveria ser o corolário de colaborações prestimosas, relacionadas com organizações e eventos que os Clubes Nacionais vão efectivando (que em boa verdade e com actualidade os divulgam nos fóruns de aeromodelismo) e não o relato narcísico de um juiz em causa própria. Ficámos a saber que o Boletim Informativo não tem saído, porque o “querubim” responsável de outrora, mudou de ramo profissional e deixou de estar disponível para a função e percebemos nas entrelinhas, que os Clubes devem andar a baldar-se, não enviando as colaborações esperadas, obrigando o “causídico” da Federação a inventar um Boletim desinteressante, para cumprir calendário. Com tantos assuntos pertinentes e actuais, resvalou-se uma vez mais para o elogio gratuito e para o passado, sempre o passado. Como não existem aeromodelistas nacionais que mimem e tracem rasgados elogios ao Sr. Loureiro, tivemos de traduzir a mensagem elogiosa do Sr. Skinner na língua anglo-saxónica (que está incluída no dito Boletim), que ao que parece, ficou satisfeito com o desempenho da FPAm, que uma vez mais fez o papel de carregador de pianos para o 3º andar, numa atitude submissa e dialogante ao serviço da causa internacional. Porque no que respeita ao nosso pequeno rectângulo, é a miséria franciscana, que todos nós podemos confirmar, com o ónus do causídico não dar cavaco aos servos da gleba, numa atitude de mediocridade autocrática, com os tiques de perversidade que o caracterizam.
Avatar do Utilizador
Taliban
Participante ocasional
 
Mensagens: 34
Registado: 25 dez 2008, 16:16


Voltar para Associativismo, responsabilidade, Legalidade

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes

cron